Workshop “Falar com o seu Telemóvel”

Ícone - Desenho estilizado de uma pessoa a falarA Tecnologia tem evoluído cada vez mais no que toca à acessibilidade em dispositivos móveis. Atualmente é possível realizar um grande número de tarefas utilizando apenas a voz. Neste contexto, foi recentemente lançada uma aplicação que permite um controlo melhor e mais abrangente do dispositivo utilizando comandos por voz.

Foi neste sentido que desenvolvemos na Fundação Sain no dia 4 de Dezembro  um workshop sobre como falar com o seu telemóvel.

Divulgação: Obras do Professor Dr. Augusto Deodato Guerreiro

Imagem da Capa do Dicionário As obras  “Dicionário de Conceitos, Nomes e Fontes para a Inclusão: Humanizar a Vida em Cidadania e no Prazer Solidário de Existir” e o “Guia de Intervenção Precoce na Disfunção Visual: Teoria e Prática em Educomunicação e Cultura na Família e na Sociedade” são as mais recentes obras da responsabilidade de Augusto Deodato Guerreiro, disponíveis e publicadas recentemente na Amazon Espanha, e que aqui são disponibilizadas (em formato PDF).
Segundo o autor, com a publicação da primeira obra referida disponibiliza-se um instrumento de pesquisa, que se mantém em permanente atualização, pretendendo-se continuar a aprofundar e a alargar o conceito de inclusão num sentido tão holístico quanto a ciência, as  boas práticas inclusivas e a imaginação criativa permitam alcançar.

Fórum “Educação e Formação de Profissionais da Área da Deficiência Visual”

poster do projeto VAPETVIPA Fundação Raquel e Martin Sain encontra-se atualmente a desenvolver, com o apoio do Programa Erasmus+ Educação e Formação, o projeto VAPETVIP (“Virtual Academy for Professionals in Education and Training of Visually Impaired People”) que visa a futura dinamização de uma Academia Virtual Europeia para promover a Educação e Formação dos profissionais que trabalham com pessoas cegas e com baixa visão.

Com o objetivo de apresentar este projeto aos futuros potenciais utilizadores em Portugal mas ao mesmo tempo dinamizar a aproximação e diálogo entre organizações do país ligadas à Deficiência Visual, partilhando experiências e necessidades, foi promovido um fórum temático presencial sobre o tema “Educação e Formação de Profissionais da Área da Deficiência Visual”, que teve lugar no dia 20 de Junho de 2018, na Universidade Lusófona, em Lisboa.

Fotografia da Mesa de Abertura

Divulgação: X Seminário Nacional /MCATA/DCC/ECATI/ULHT «LITERACIAS, TECNOLOGIA E INCLUSÃO»

Cartaz do X Seminário: "Literacias, Tecnologia e Inclusão"Data: 7 de Junho de 2018 – Lisboa
Local: Auditório Agostinho da Silva da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Direção Científica: Augusto Deodato Guerreiro
Organização: Mestrado de Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio (MCATA) e Departamento de Ciências da Comunicação (DCC) da Escola de Comunicação, Arquitetura, Artes e Tecnologias da Informação (ECATI) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT)
Em Parceria com o Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. e Federação Portuguesa das Associações de Surdos

Para mais informações, visite a página sobre este seminário, no website da Universidade Lusófona, através deste link.

Consignação de IRS

Imagem do campo do formulário de IRS onde pode realizar a consignaçãoA Fundação Raquel e Martin Sain relembra que pode destinar 0,5% do imposto liquidado à nossa organização e assim apoiar esta Instituição a continuar as suas ações.

O que é a Consignação Fiscal?

É uma forma de solidariedade ao alcance de todos. Os 0,5% consignados são retirados do total que o Estado liquida e não do imposto que lhe deve ser devolvido, se houver lugar a restituição. De uma forma simples e sem qualquer encargo para si, 0,5% do seu IRS será destinado pelo estado a uma instituição à sua escolha. A esta prática dá-se o nome de “Consignação Fiscal”.

Como consignar os 0,5% à Fundação Sain?

A Fundação Raquel e Martin Sain, enquanto Instituição Particular de Solidariedade Social, pode ser beneficiária da “Consignação Fiscal”, bastando para isso que ao preencher a sua Declaração de IRS inscreva o NIPC 500122270 no espaço reservado à “Consignação Fiscal” (anexo H).

O que ganho com esta consignação?

Com este gesto está a colaborar com a instituição na continuidade das atividades que tem vindo a ser implementadas pela Fundação há mais de 50 anos: a promoção de atividades de âmbito tiflológico, a colaboração na melhoria das condições de vida das pessoas com deficiência visual, a qualificação para o emprego e para a integração socioprofissional da pessoa cega e a promoção de atividades de natureza educativa, cultural e científica, relacionadas com a situação das pessoas com deficiência visual em Portugal.

Lei nº 16/2001, 22 de Junho

A Lei n.º 16/2001, de 22 de Junho (Lei da Liberdade Religiosa, doravante designada por LLR) prevê no nº6 do seu artigo 32º, conjugado com o nº 4, a possibilidade dos sujeitos passivos do IRS, pessoas singulares, efetuarem uma consignação fiscal de uma quota equivalente a 0,5% do IRS liquidado a favor de uma pessoa coletiva de utilidade pública de fins de beneficência ou de assistência ou humanitários ou de uma instituição particular de solidariedade social (IPSS).

Para mais informações ou esclarecimento de dúvidas sobre a consignação fiscal queira contatar a Fundação pelo telefone 218480136.